« Página Principal  « Regressar  Avançar »

1935-1957    1958-1965    1966-1969    1970-1977
(Clique nas datas para aceder à biografia de Elvis)

Biografia de Elvis Presley
1935-1957

9 de setembro de 1956
Elvis faz a primeira das três apresentações no Ed Sullivan Show, o programa televisivo mais importante da época. Atrai os níveis de audiência mais elevados que qualquer programa de variedades tinha conseguido até à data. O ator Charles Laughton é o anfitrião em vez de Sullivan, que se estava a recuperar de um acidente de automóvel.

26 de setembro de 1956
É proclamado o Elvis Presley Day em Tupelo, no Mississippi. Os pais de Elvis juntam-se-lhe quando ele regressa à sua cidade natal como uma grande estrela. Dá dois espetáculos na Feira Mississippi-Alabama Dairy Show, a mesma feira onde tinha atuado com 10 anos de idade. Desta vez estão centenas de seguranças a rodear o palco para controlar as multidões de fãs entusiasmados.

Por esta altura, a comercialização de souvenirs que utilizavam o nome, a imagem e semelhanças com Elvis tornou-se numa grande parte do fenómeno. Em pouco tempo os licenciados autorizados estariam a produzir tantos como 13 produtos diferentes, incluindo: chapéus, t-shirts, calças, lenços, ténis, camisas, blusas, cintos, malinhas, notas, carteiras, pulseiras, colares, revistas, luvas, suportes para livros, uma estátua, baton, água de colónia, cães de peluche, papel timbrado, camisolas, loiças, etc. Elvis e o Coronel estão prestes a explorar e a abrir novos caminhos na área da comercialização de celebridades. Esta seria para sempre uma parte do marketing que envolve Elvis Presley, algo que alimenta uma interminável procura dos seus produtos.

28 de outubro de 1956
Elvis faz a sua segunda de três apresentações no Ed Sullivan.

16 de novembro de 1956
O primeiro filme de Elvis, Love Me Tender, estreia no Paramount Theatre, na cidade de Nova Iorque, seguindo depois para todo o país nos dias seguintes. É um êxito estrondoso e as críticas não são muito más no que toca à forma como ele representou este melodrama, que se desenrola no Sul da América em 1800, durante a era da Guerra Civil. Claro que o filme mostra Elvis a cantar várias canções.

Para ver mais fotos de Love Me Tender, consultar a Galeria.

31 de dezembro de 1956
A primeira página do The Wall Street Journal relata que nos últimos meses a venda de mercadorias de Elvis rendeu 22 milhões de dólares.

Elvis termina o ano mais importante da sua carreira até então, quando a popularidade regional cedeu a uma fama nacional e internacional sem precedentes. O ano de 1956 testemunhou o início da comercialização de souvenirs de Elvis, o início de uma bem sucedida carreira cinematográfica, enormes vendas de discos (cinco primeiros lugares na tabela pop, dois primeiros lugares na tabela de álbuns, e outros êxitos), apresentações televisivas que fizeram história, apresentações pessoais que quebraram todos os recordes e muito mais.

Elvis tornou-se no primeiro símbolo da nova cultura jovem da América. Também se tornou numa das figuras da sociedade mais controversas. A sua mistura única de country branco com música gospel, R&B negros e música gospel e pop branca, a sua marca particular de carisma e talento, e o sucesso resultante, bem como a controvérsia, ajudaram-no imenso a iniciar – sem premeditação – um ciclo de mudança na música e na cultura pop da sociedade americana. Nunca nada viria a ser o mesmo para Elvis Presley ou para o mundo.

6 de janeiro de 1957
Elvis faz a sua terceira e última apresentação no Ed Sullivan’s Toast of the Town Show. É nesta apresentação que vemos Elvis apenas da cintura para cima. É engraçado que depois de todas as apresentações televisivas que tinha feito no ano anterior, semelhante censura chegue neste momento. E é particularmente divertido que esta diretiva seja a mesma durante a atuação de Elvis do gospel tradicional, Peace In The Valley, uma das cinco canções que canta nesta apresentação em Sullivan. O próprio Ed Sullivan ajuda a dissipar alguma da controvérsia em torno de Elvis quando surge sobre o palco para agradecer a Elvis e para dizer ao público presente no estúdio e a milhões de telespetadores americanos que “este é um rapaz decente e simpático” e como tinha sido uma maravilha trabalhar com ele no seu programa. Ed Sullivan era a pessoa mais influente sobre os públicos televisivos e uma das pessoas mais poderosas na indústria televisiva da altura.

As apresentações pessoais, sessões de gravação, lançamento de discos, controvérsia e publicidade continuam.

Janeiro de 1957
Elvis inicia a produção do seu segundo filme, Loving You.

Para ver mais fotos do filme Loving You, consultar a Galeria.

3 de fevereiro de 1957
O The New York Times publica uma história intitulada, “Discos de Presley  são uma Loucura na União Soviética”. Os discos de Elvis não se encontravam disponíveis de forma legal na União Soviética. O artigo falava de gravações piratas que eram feitas em radiografias inutilizadas e que eram vendidas em Leningrado no mercado negro por 50 rublos (cerca de 12 dólares e meio) cada, muito dinheiro na altura.

Março de 1957
Elvis compra a Mansão de Graceland para si mesmo, para os seus pais e para a sua avó paterna viverem.
Estará pronta para os receber no início de abril.

Abril de 1957
Enquanto andava de digressão com o seu espetáculo, Elvis atua fora dos Estados Unidos pela primeira vez, quando se apresenta no Canadá: dois espetáculos em Toronto, em 2 de abril e dois espetáculos em Ottawa, em 3 de abril.

Maio de 1957
Elvis começa a trabalhar no seu terceiro filme, Jailhouse Rock para a MGM.

9 de julho de 1957
O segundo filme de Elvis, Loving You, estreia e depressa alcança o top 10 na venda de bilhetes. Discos êxito incluem a canção título e o sucesso clássico, Teddy Bear.

As digressões, viagens, lançamento de discos e apresentações pessoais continuam.

31 de agosto de 1957
Elvis atua em Vancouver. Esta é a terceira cidade canadiana onde atua e marca a última vez que atuaria ao vivo fora dos Estados Unidos.

27 de setembro de 1957
Elvis regressa mais uma vez à sua cidade natal para atuar ao vivo. Desta vez trata-se de um espetáculo de beneficência para o proposto Centro Recriativo para a Juventude Elvis Presley em Tupelo, no Mississippi. O espaço inclui a casinha onde Elvis nasceu. Fará donativos com regularidade para este centro até ao resto da sua vida. (O centro ainda é utilizado pela comunidade geral de hoje em dia. A casinha onde Elvis nasceu está aberta para visitas guiadas e há também um pequeno museu e capela memorial).

17 de outubro de 1957
Jailhouse Rock, o terceiro filme de Elvis, estreia em Memphis, estreando depois a nível nacional em Nnvembro e rapidamente chegando ao top 5 em termos de vendas de bilhetes. A canção título é um êxito retumbante. Anos mais tarde, este filme seria considerado um dos melhores desempenhos de Elvis como ator, ultrapassado apenas por King  Creole, que se lhe seguiria em 1958. Jailhouse Rock viria a ser considerado o principal clássico de todos os filmes de “ópera do rock” e o número de produção da canção Jailhouse Rock no filme é reconhecida como sendo a avó dos vídeos da música pop/rock da atualidade, um formato musical tornado muito popular nos anos 80.

Para ver mais fotos do filme Jailhouse Rock, consultar a Galeria.

10 e 11 de novembro de 1957
Elvis atua ao vivo no Hawaii pela primeira vez.

Dezembro de 1957
Elvis e a sua família apreciam o seu primeiro Natal passado em Graceland e Elvis recebe oficialmente o seu aviso de recrutamento militar, um dia que ele sabia havia de chegar em breve.


Elvis recebe o aviso do Exército do recrutamento militar obrigatório.


O filme Love Me Tender estreia no cinema.
Elvis, em Tupelo, em 26 de setembro de 1956.
Elvis com a sua partnaire de Love Me Tender, Debra Paget.
Elvis com Ed Sullivan.
Elvis, em Loving You (1957).

Graceland, que Elvis adquiriu em março de 1957.

Elvis, num intervalo das filmagens de Jailhouse Rock, com Judy Tyler.

Jailhouse Rock.

Elvis, em Jailhouse Rock.

Elvis, no Hawaii.





 

« Página Principal  « Regressar  Avançar »